MP 936/2020 – Programa Emergencial de Manutenção de Emprego e da Renda
22 de abril de 2020
MP 936 é Convertida em Lei
10 de julho de 2020

A primeira fase do plano da retomada gradual das atividades no Rio de Janeiro começou nesta terça-feira (2 de junho de 2020). O anúncio foi feito pelo prefeito Marcelo Crivella em entrevista coletiva nesta segunda-feira (1° de junho de 2020).

O plano total prevê seis fases, com previsão de duração de 15 dias cada, caso a curva de contaminações e mortes por Covid-19 se mantenha estável. O prazo poderá ser revisto dependendo da evolução desses números, segundo a prefeitura.

Acompanhamento diário da evolução

Segundo o prefeito, será uma reabertura “lenta, gradual e com segurança” das atividades econômicas na cidade.

Todas as fases serão acompanhadas por um Comitê Permanente de Gestão e Execução do Plano de Retorno e o monitoramento será diário.

Pela previsão, o final de todas as fases será em agosto. As aulas poderão ser retomadas em julho. O prefeito ressaltou que isso vai acontecer se não houver um aumento de casos que a capacidade de leitos da cidade não possa absorver.

Estão proibidas nessa 1ª fase:

■ atividades na faixa de areia, como o aluguel de barracas de praia ou as escolinhas de esportes
■ saunas e piscinas continuam vedadas

Abaixo temos o que será permitido em cada fase:

Fase 1 (previsão: 2 a 17/6)

■ atividades esportivas nos calçadões
■ atividades esportivas em centros de treinamento
■ atividade aquática individual no mar (como natação ou surfe)
■ lojas de móveis e decorações
■ concessionárias de automóveis

Fase 2 (previsão de início em 15 dias: 17/6)

■ shoppings entre 12h e 20h, com restrições de movimentação e vagas limitadas no estacionamento
■ serviços de alimentação estão liberados (sistema drive thru e take away)
■ competições esportivas com portões fechados

Fase 3 (previsão de início em 30 dias: 2/7)

■todos os comércios, com restrição de circulação
■ bares e restaurantes abertos, com 50% da capacidade
■ academias abertas com agendamento e distanciamento
■ luta e dança, sem contato físico
■ atividades de crossfit com restrições a alguns equipamentos
■ creches para crianças a partir de 2 anos, desde que pais estejam trabalhando
■ escolas: quinto e nono ano, sem aglomeração
■ salões de beleza, tatuagem e estética, com restrições
■ praias e parques abertos, sem aluguel de cadeira e barraca
■ áreas de lazer
■ atividades culturais em espaço aberto, sem aglomeração
■ competições esportivas com um terço do público

Fase 4 (previsão de início em 45 dias: 17/7)

■ Pré-escolas e turmas de primeiro e segundo ano
■ Pontos turísticos com um terço da capacidade
■ Atividade em espaço cultural fechado, com restrição de capacidade

Fase 5 (previsão de início em 60 dias: 1º/8)

■ diminuição de restrições de capacidade em quase todos setores (bares, restaurantes, estádios, cinemas, etc)
■ praias e parques abertos, sem aglomeração
■ Reabertura do terceiro e quarto ano nas escolas

Fase 6 (previsão de início em 75 dias: 16/8)

■ escolas e universidades integralmente, sem aglomeração.

De acordo com o prefeito Marcelo Crivella, as ações estão sendo alinhadas com o governador Wilson Witzel e foram tomadas por unanimidade no conselho científico.

O prefeito disse que a decisão da reabertura gradual ocorreu porque nesse momento não existem filas em UTIs da rede pública municipal.

Flávio Graça, superintendente da Vigilância Sanitária, explicou como será o monitoramento diário de todos os dados para adoção de medidas, incluindo os impactos na curva de casos.

“Toda a elaboração do plano foi baseada em dados científicos, sempre com a visão da capacidade do sistema de saúde em absorver qualquer tipo de impacto na curva causado pela retomada das atividades”.

Raphael Soares
Raphael Soares
Administrador e Contabilista, sócio-diretor da Tech Rj Contabilidade, que atualmente conta com mais de 500 clientes em sua carteira de empresas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale ConoscoÁrea do Cliente